A humanização na Saúde passa pelo investimento em estrutura e na capacitação dos profissionais

A capacitação do profissional da saúde deve ir além da técnica, envolvendo a dimensão humana

“Respeitar a individualidade e emoções do enfermo é fundamental para estabelecer um vínculo de confiança entre paciente e cuidador”
Professora Maria Julia Paes da Silva

Todos sabemos que a Saúde Pública no Brasil carece de mais cuidados. Pesquisa do DataFolha de 2017, encomendada pelo Conselho Federal de Medicina, mostrou que mais da metade dos brasileiros (54%) avalia o atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) como ruim ou péssimo. É preciso investir em tecnologia, estrutura e capacitação dos profissionais.

Quando falamos em capacitação, vamos além do treinamento em manuseio de aparelhos e sistemas. É urgente mostrar a necessidade de se conectar com o paciente, mostrar-se empático a sua dor e seu momento, ou seja, atender sem perder a dimensão humana.

A professora Maria Julia Paes da Silva destaca que “em situação de fragilidade, ameaça, as pessoas ficam muito mais atentas à comunicação não verbal, o que exige extremo cuidado por parte dos profissionais da saúde ao dar uma notícia ou explicar qual procedimento será adotado, por exemplo. Uma dissonância entre um gesto, uma expressão e o que está sendo dito pode resultar em uma quebra de confiança ou maior dificuldade na assimilação do tratamento”.

A empresa MV, especializada em sistemas em gestão de saúde, listou em seu blog o que considera os cinco passos para a humanização no cuidado da saúde – apontando justamente a importância de se abordar aspectos estruturais e tecnológicos juntamente com a capacitação dos profissionais. Resumimos esses passos a seguir:

1- Promover a qualidade dos dados dos usuários:
A implantação do Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC), obrigatório em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) desde janeiro de 2017, é um primeiro passo para conhecer melhor os cidadãos e suas necessidades. Com o uso do PEC ou seu sucessor com mais funcionalidades, o Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), os profissionais passam a compreender melhor o histórico do indivíduo e, assim, ampará-lo a partir de uma abordagem mais humanizada.

2 – Humanizar o ambiente:
Para colocar em prática um atendimento humanizado, a própria unidade de Saúde deve adotar princípios de humanização entre os profissionais, equipes e gestores. Isso porque a satisfação dos que recebem a assistência depende da satisfação de quem a realiza. Contar com uma equipe devidamente capacitada para prestar um atendimento pautado na solidariedade pode ser consequência de um ambiente orientado por esse mesmo princípio.

3- Melhorar a relação entre médico e paciente:
Para construir uma relação de qualidade nessa interação, os profissionais devem ser capazes de lidar com os aspectos emocionais dos cidadãos. Os fatores humanos não podem ser deixados de fora da anamnese. É fundamental precisar diagnósticos e entregar informações sobre qualquer que seja o quadro de saúde em questão, mas tão importante quanto trilhar o caminho da cura é respeitar a realidade e a condição social do cidadão.

4- Promover a boa gestão dos processos:
O Programa Nacional de Humanização da Assistência Hospitalar (PNHAH) do governo federal trouxe orientações básicas e parâmetros para garantir a humanização na Saúde. Por meio da requalificação das unidades públicas e da valorização da condição humana, o PNHAH serve de referência para guiar as instituições.

5- Criar programas de medicina preventiva:

Além do aspecto educativo, a prática da medicina preventiva traz mais qualidade de vida aos cidadãos, que deixam de adoecer ou de registrar agravos com alto custo para os cofres públicos.

E como destaca a professora Maria Julia em sua videoaula, o profissional da saúde deve sempre se lembrar que foi por uma escolha própria que está ali, a serviço de alguém que necessita de cuidados.

Fontes:

MV – Sistemas em Gestão de Saúdehttp://www.mv.com.br/pt/blog/os-5-passos-da-humanizacao-no-cuidado-da-saude

 Videoaula “Comunicação terapêutica: o resgate do ser”, com a Professora Maria Julia Paes da Silva: http://www.onelifealive.org/shop/comunicacao-terapeutica-o-resgate-do-ser-profa-palestra-com-dra-maria-julia-paes-da-silva/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *