Teoria do Apego e Luto. Palestra com Prof. Dr. Colin Murray Parkes

Avaliado como 5.00 de 5, com baseado em 2 avaliações de clientes
(2 avaliações de clientes)

R$107,00

Descrição

Psicólogo Inglês Prof. Dr. Colin Murray Parkes
Psicólogo Prof. Dr. Colin Murray Parkes

Teoria do Apego e Luto. Videoaula com Prof. Dr. Colin Murray Parkes

Como as relações com nossos pais, enquanto somos crianças, podem interferir em nossos relacionamentos quando adultos e mais: como podem influenciar o modo de vivenciarmos o luto?

Nesta interessante videoaula, o Prof. Dr. Colin Murray Parkes resgata conceitos importantes da Teoria do Apego, de John Bowlby, aborda as contribuições de Schut e Stroebe, com seu Modelo do Processo Dual do Luto, e o estudo “Situação Estranha”, de Ainsworth, entre outros profissionais, para traçar um paralelo entre a Teoria do Apego/ Vínculo e o Luto.

O Modelo do Processo Dual

Ao vivenciar uma situação de luto, o indivíduo costuma seguir, de modo geral, duas orientações: uma para a perda (a busca pelo ente que partiu) e outra para a restauração (a busca por sua própria recuperação e definição dos próximos passos da vida), segundo Stroebe e Schut. Como o luto não é um processo linear, o enlutado acaba por oscilar entre as duas orientações, podendo ocorrer variações que caracterizariam um luto complicado (assista à videoaula sobre o tema aqui). 

Mas Parkes nos lembra que, se todos somos vulneráveis à perda, há pessoas que são mais. Além disso, há perdas mais significativas que outras.

A origem dessa maior vulnerabilidade e que pode levar a um luto complicado ­ pode ser atribuída a fatores diversos, como tipo de pessoa, tipo de perda e tipo de meio social em que a pessoa está inserida.

Aqui, Parkes insere os conceitos de Bowlby e a Teoria do Apego e o estudo intitulado Situação Estranha, de Ainsworth e desenvolve sua própria teoria sobre como seria a reação ao luto de acordo com os vínculos estabelecidos pelos indivíduos com seus pais, ainda na infância.

Filhos criados por pais inseguros ou superprotetores, que passam essa insegurança a eles, tendem a ter esse sentimento em sua vida adulta, afetando os demais relacionamentos. Em uma situação de luto, provavelmente terão o luto prolongado, permanecendo por mais na situação de busca do ente que perderam.

Além do exemplo anterior, o professor também apresenta nesta videoaula como seriam os outros comportamentos de acordo com os vínculos estabelecidos na infância (pais evitativos, ansiosos ou desorganizados).

Insegurança e Medo após o Luto

Parkes enfatiza como a insegurança e o medo gerados na situação de luto marcam as demais situações na vida do indivíduo e aborda como o psiquiatra pode lidar com seu paciente, tendo empatia, vendo o problema com o olhar do outro, mas não se permitindo, evidentemente, se deixar levar pelas percepções distorcidas do mundo. Ou seja, orienta como achar o tom do relacionamento, do vínculo com o paciente, a chamada base segura, segundo Bowlby, sem reforçar as fragilidades desenvolvidas pelos pacientes ainda na infância.

Apego por não morte: amputados, doenças limitações, apego a Deus, ao lar e outros

Parkes traz ainda outras formas de apego como de pacientes que sofreram amputações, ou vivem doenças que trazem limitações para a imagem corporal (e ficam apegados à vida que levavam antes da amputação ou doença), os tipos de vínculo com Deus (estudos de Kirckpatrick) e suas consequências comportamentais, o apego ao lar (quando um jovem vai fazer intercâmbio, por exemplo), entre outros.

Com menção a estudos dos mais renomados psiquiatras do mundo, além de citação de casos reais, esta videoaula especial do Prof. Dr. Colin Murray Parkes oferece uma importante base para quem deseja saber mais sobre a Teoria do Apego e seus reflexos na vida adulta e em situação de luto. Assista agora e complemente seus estudos assistindo também a videoaula sobre Luto Complicado

Saiba mais sobre o Prof. Dr Colin Murray Parkes

O Prof. Dr. Colin Murray Parkes (nascido em 1928, na Inglaterra) é um psiquiatra britânico e autor de numerosos livros e publicações sobre luto. Ele recebeu o título de oficial da Ordem do Império Britânico pela Rainha Elizabeth II por seus serviços para pessoas enlutadas, em junho de 1996.

Desde 1966, Parkes trabalha no St. Christopher’s Hospice, em Sydenham, Londres, onde criou o primeiro serviço de atendimento a enlutados em hospitais e agora é psiquiatra consultor honorário. Foi convidado por Cicely Saunders a iniciar os cuidados aos enlutados e aos pacientes no St. Christopher’s Hospice.

Foi também professor sênior de psiquiatria no Royal London Hospital Medical College e foi membro da equipe de pesquisa do Tavistock Institute of Human Relations, quando trabalhou com o psiquiatra John Bowlby, que desenvolveu a Teoria do Apego.

Parkes é presidente vitalício da Cruse Bereavement Care, organização sem fins lucrativos para apoio a pessoas enlutadas. Ele atuou como consultor e conselheiro após o desastre de Aberfan (21 de outubro de 1966) na Escócia, o acidente aéreo do Invicta International Airlines Flight 435 na Suíça (10 de abril de 1973), o Bradford Football Club (11 de maio de 1985), o caos do MS Herald of Free Enterprise na Bélgica (6 de março de 1987) e da explosão do voo 103 da Pan American sobre Lockerbie (21 de dezembro de 1988). A convite do UNICEF, ele atuou como consultor na criação do Programa de Recuperação de Traumas em Ruanda em abril de 1995.

A convite do governo britânico, ele ajudou a criar um programa de apoio para ajudar as famílias do Reino Unido que foram atingidas após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, na cidade de Nova York.

Em abril de 2005, Parkes foi enviado por Help the Hospices com Ann Dent para a Índia para avaliar as necessidades psicológicas das pessoas que ficaram detidas pelo terremoto e tsunami do Oceano Índico de 2004.

Recentemente, o trabalho de Parkes se concentrou em problemas traumáticos (com referência especial às mortes violentas e ao ciclo de violência) e nas raízes da infância de problemas psiquiátricos que podem acompanhar a perda de vínculos na vida adulta.

Colin M. Parkes é membro destacado no IWG – International Work Group on Death, Dying and Bereavement, desde sua fundação. Esteve no Brasil em diversas ocasiões, iniciando em 1994, no Congresso Brasileiro de Psico-Oncologia, em São Paulo.

Seus livros “Luto: estudos sobre perdas na vida adulta” e  Amor e Perda: raízes do luto e suas complicações” foram traduzidos para o Português por Maria Helena Pereira Franco, e foram publicados pela Summus Editorial.

Assista às videoaulas do autor:

Luto Complicado

Teoria do Apego e Luto

Veja seu currículo aqui.

Palestrante: Prof. Dr. Colin Murray Parkes
Título da Palestra: Teoria do Apego e Luto.
Tempo de duração: 64 minutos
Idioma: Inglês – Britânico
Legenda: Português – Brasil
Período da locação: 1 semana

Livros deste Palestrante que indicamos:

Luto - Estudos Sobre a Perda na Vida Adulta
Livro Luto, escrito por Colin Murray Parkes

Tipo: novo
Editora: Summus
Ano: 1998
Estante: Psicologia
Peso: 700g
Idioma: Português
Cadastrado em: 22 de novembro de 2017
Descrição: Livro Novo, Lacrado. (E5P1)

 

 

 

 

Amor e Perda: as Raízes do Luto e Suas Complicações
Amor e Perda: as Raízes do Luto e Suas Complicações, Autor Colin Murray Parkes

Tipo: novo
Editora: Summus
Ano: 2009
Estante: Psicologia
Peso: 800g
ISBN: 9788532304995
Idioma: Português
Cadastrado em: 25 de agosto de 2017
Descrição: LIVRO NOVO. Esta obra traz implicações importantes para o estudo do apego e do luto. Sua abordagem permite a percepção dos efeitos da perda de pessoas amadas na saúde psicológica e física de indivíduos enlutados, evidenciando inclusive o potencial aumento do risco de morte em tais casos. O objetivo do livro é desembaraçar as sequências causais que explicam esses perigos e sugerir maneiras de reduzi-los.

 

 

Posso pagar por Boleto? Sim

Boleto: pode levar até 48h para liberar o acesso ao vídeo

 

Sim, com certeza!

 

Apenas saiba que o prazo entre o pagamento e a liberação do vídeo pode demorar até 48h.

 

Após o pagamento do boleto o sistema lhe enviará o acesso ao vídeo. Entretanto, o sistema de boleto é entre bancos e pode demorar até 48h para acusar o recebimento e liberar seu acesso ao vídeo.

 

Se preferir, use cartão de crédito ou transferência por exemplo, é instantâneo e liberará o seu acesso imediatamente.

Posso usar Cartão de Crédito? Sim

 

Cartão de Crédito é fácil, você poderá dividir o valor da locação em quantas vezes desejar.

 

E ainda receberá o acesso ao vídeo imediatamente.

Quais as formas de pagamento?

 

 

Cartão de Crédito, Transferência ou Crédito PagSeguro – Liberação imediata ao vídeo

 

ATENÇÃO:

 

Boleto: a liberação pode demorar até 48h após o pagamento.

Alugue – Pague – Assista | Como funciona

palestra em locação

 

Clique no botão “Alugar” para criar seu cadastro. Se já tiver cadastro, basta fazer o login.

 

Após o Cadastro/Login faça o pagamento escolhendo as opções na tela.

 

Após o pagamento você receberá um email com o link de acesso ao vídeo.

 

Você terá o prazo de 1 semana para assistir quantas vezes quiser, após usar o link.

Regras da Locação

Cada locação dá direito a referida palestra no tempo e modo devido, conforme anunciado.

 

O Certificado será emitido no nome da pessoa conforme conta criada no cadastro.

 

A compra é individual e intransferível, não podendo compartilhar senha ou repassar o acesso ao vídeo para outras pessoas conforme as Leis Federais 9.609 e 9.610, ambas de 1998, sob pena de incorrer em Crime Federal pela Lei Anti-Pirataria tratada na Lei 10.695/2003.

2 avaliações para Teoria do Apego e Luto. Palestra com Prof. Dr. Colin Murray Parkes

  1. Avaliação 5 de 5

    Gente, palestra linda! Emocionante do início ao fim. Riquíssima e necessária para todas nós.

  2. Avaliação 5 de 5

    (comprador verificado)

    Explica de forma clara a forma como os estilos de vinculação influenciam a experiência do luto, sugerindo pistas de intervenção no atendimento de pessoas em processo de luto prolongado ou não.
    Recomendo vivamente a visualização desta palestra.

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *